terça-feira, 12 de abril de 2011

Tonta de amor


Esse sentimento que me acompanha
Me deixou tonta de tanto esperar
Esses infidáveis anos de amor guardado
Essa história que não tem nome
São só lembranças e nada mais.
Faz parte do meu ser
É história de um menino e menina
Principio , fim e recomeço
Novamente reconheço
Que estou enlouquecida
E embreagada de amor por você
Não consigo encontrar razão
E sofro desmedidamente
Uma dor que não tem fim
De momentos que não vivi
Que não compartilhei.
Minhas palavras voam
Sopradas ao vento
Deixadas ao relento
Em cartas jogadas
Sem razão,
Ilusão,
Querer,
Sonhos de amor
Que doí no meu peito
E não tem jeito
Vou viver essa agonia até o fim
O fim de meus dias...


Auxiliadora RS
14/03/2011  12:36

Um comentário:

Kiro Menezes disse...

Um amor de ser-estar
ser quem se é por amar
estar onde quer por amar
e viver mais que sonho - sonhar!