domingo, 24 de abril de 2011

Ficou lá atrás


Fico olhando você
Esperando um momento para me achegar
E nesse instante minha mente vaga
Trilhando caminhos antigos
Aqueles que deixamos sozinhos
Lá atrás...

E me dá um saudade imensa ...
Solto um suspiro sozinha
E me questiono, quero a razão
tentando entender a questão
De não temos vivido, foi tudo em vão?
O que ficou lá trás....

Perdemos tempo, hoje o tempo me cobra
No meu rosto, no meu corpo e sufoca
Um grito que em meu peito invoca
O tempo que na certeza não volta
Dando a nós a chance do acerto
Dos erros, dos medos
Que ficaram lá trás

Amo tanto você... e esse amor também é dor
É cobrança, desespero ,é recomeço
E eu juro... juro que mereço
viver intensamente esses momentos
sem a incerteza de num repente
tudo se acabe novamente
e se repita o que aconteceu
no passado que adormeceu
E que ficou lá trás...

Auxiliadora RS
31/03/2011  08:02

Um comentário:

Will disse...

Canto ao tempo das boas colheitas.
Estupendo!
Abç