sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Aprendi

 
P.S.: poesia – um breve adeus a Myllenna Feijó, minha menor aprendiz, que me aturou por dois anos e nunca me chamou de feia.

3 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá,
O adeus pode ser um até breve... nunca se sabe... o mundo dá voltas e tem a eternidade...
Abraços fraternos de paz e ótimo fim de semana

A.S. disse...

A palavra adeus não devia existir!


Beijos meus,
AL

myllenna disse...

ai vou chorar....me lembro desse dia...te amooo obrigada por tudo