segunda-feira, 25 de julho de 2011

Mancha


Por que me custa tanto esses dias?
Em que a glória já está longe de mim
E minhas buscas são meramente ilusões
De não mais sofrer por razões
Que meu coração por tantas vezes
Se partiu...
Quem me dera viver esse amor
Sem máculas, sem nenhuma dor
Como deve ser um querer
Um bem querer...
Tornastes em mim uma mancha
Em outrora eras esperança
De noites quentes
Sem desamor
E esses dias doí em minha alma
Me desmancha, sou partículas
De suspiros e lembranças
Desse querer, que fosse um dia
Minha maior história
Minha alegria
Ser em tua vida, única vida
Assim como a mim foste um dia
Rimas para poesias
Imortais, incontidas
Minha vida
Vida minha
Minha POESIA





Auxiliadora RS
22/07/11  15:32


PS: Neuras de sexta-feiras

8 comentários:

Malu disse...

Auxiliadora,


A Poesia agrade tão belos versos ...
:)

Te ler é ótimo!
Obrigada pelo carinho de suas palavras.


Bjo Grande e uma Semana Feliz.

Lena disse...

Auxiliadora
Saudades de você!
Belo poema, vc escreve lindamente!
Bjs com carinho!

silvioafonso disse...

.


A brisa que me beija, sofra
você...


silvioafonso






.

Poema as Bruxas disse...

Lindos versos amiga...

Tristes mais lindos... Sexta feira muitas vezes são dramáticas mesmo...as minhas as vezes duram semanas rsrsrsr..

Beijos querida flor.

*Simone Poesias* disse...

Lindo poema, me identifiquei!
Bjinhoss ;)

Milla Pereira disse...

Adorei ter conhecido teu blog e vc. Belos poemas, linda música tema do blog, parabéns! Já seguidora, bjs.

Catia Bosso disse...

Oieeeee...


Linda Aux...

Que bom ler vc... adorrrroooo!!!!!


bjs meus


Catita

C. disse...

Sao neuras, mas que incomodam, e daí se refletem nas palavras.

Beijocas