sexta-feira, 29 de julho de 2011

Articuloso tempo...

O tempo…

Esse que me tem nas mãos
Que me cansa
Que me vence
Responsável pelas minhas emoções
e decisões
Seja criança
Seja adulta
Seja muito depois
Esse que cura as mazelas da alma
Que sara a ferida
Que esqueçe o que a vida
Fez questão de me mostrar

Esse articuloso tempo

É inimigo da minha pele
Fere o corpo
Em outras horas é amigo
Responsável pelo secar das lágrimas
Do manto ferido
Sentimento de abandono
Que me fez aquele amor ingrato
E que hoje  e apenas lembrança.

Esse tempo é meu desespero

Onde não se pode parar
Eu queria mesmo era voltar
E viver tudo novamente
E sentir aquele amor infantil
Aquele beijo juvenil
e mãos quentes
Daqueles dias
Onde o tempo parou
Somente em minha mente
E de repente hoje

Nesse tempo

Que se chama presente
Vivo apenas o momento
E tenho que esperar
O tempo de voltar
No meu tempo
Sem poder articular
Sem poder justificar

O meu Não Querer...



Auxiliadora RS
26/07/2011  09:56

9 comentários:

Borboleteando disse...

Viver o tempo isso que é importante...
Não deixar passar um só segundo...
Beijos, ótima tarde

Maria selma disse...

"Esse que cura as mazelas da alma
Que sara a ferida
Que esqueçe o que a vida
Fez questão de me mostrar"
Lindo Auxiliadora,linda tarde ...beijos
http://selmaris.blogspot.com/
http://mariaselmadr.blogspot.com/

Denise Oliveira disse...

o tempo,seus ditados,
seus adornos,carinhos e cansaços...
amei a poesia!
beijo.

Evanir disse...

Com os nossos pensamentos e palavras,
construímos o verdadeiro mundo em que vivemos.
Por isso, nossa vida e nossa felicidade dependem
exclusivamente de nossos pensamentos e de nossas palavras.
Vigie o momento presente, para que seu futuro seja feliz.
Plante sementes de otimismo e de amor,
para colher amanhã os frutos da alegria e da felicidade.
Sua amizade foi
um lindo presente
que ganhei neste mundo virtual.
Lindo final de semana pleno de paz,
alegria, felicidade,
e muita harmonia e amor pra Você.
Um carinhoso beijo no seu coração
sua amiga pra sempre,Evanir,

*Simone Poesias* disse...

Oi, certos momentos que vivemos, nem o tempo é capaz de dissipar.
Parabéns, belos versos!!

Bjinhosss ;)

Catia Bosso disse...

Linda poesia como sempre muito inspirada e romantica!


bjs meus

Leandro Ruiz disse...

O sucesso é construído de 99% de fracasso. (Soichiro Honda)
…Mesmo distante, não esqueço deste “espaço” aconchegante!
Obrigado por sempre estar presente…
Paz e bem!
www.lleandroaugustto.blogspot.com
www.eu-e-o-tempo.blogspot.com
Leandro Ruiz

N. Barcelli disse...

O tempo é irrepetível.
Por isso, há que o aproveitar...
Querida amiga Auxiliadora, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde!Excelente esse seu poema.
O tempo realmente é nosso amigo, nosso algoz, contudo ele em todas as épocas tem um papel único, com detalhes, propósitos, dores e encantamento.
Há saudade velade, segredos que só ele esconde tão bem.
Contudo, é tão bom estarmos bem com ele para vivermos melhor ainda, e passarmos adiante o que ele nos ensina!
Beijo grande, fique com Deus, excelente domingo!Amei tudo o que li!