sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Ser...


A chuva é torrencial
O céu está enegrecido
Parece tanto comigo
Do jeito que me encontro
Sem encanto,
Sou como uma gota
Perdida entre tantas
Tentando se encontrar
Ter uma chance apenas
De na caída da nuvem
Num rio qualquer desaguar...


Auxiliadora RS
07/04/2011 15:37

4 comentários:

silvioafonso disse...

.


Suas mãos, água fria me arrepia.
Chuva branda me lambe a cara e
eu te molho as entranhas no en-
contro das carnes, das pernas
enquanto ela, sorri deitada do
outro lado da janela, no meu ou
no quarto dela?

Beijos,

silvioafonso






.

salete disse...

Sua poesia é um encanto... eu também queria ser uma gota para no rio desaguar.Lindo demais.

Beijinhos, querida.

Anne Lieri disse...

Auxiliadora,intensa e bela essa chuva que desagua em grandes emoções!Amei sua poesia!bjs,

leandroaleixo disse...

Adorei...!! o Inicio,a foto,,tudo ...adorei isso!! fico super preso quando vejo assim a perfeição!!