quinta-feira, 24 de março de 2011

Traição




Essa angústia que me devora
Morro enfim...
Tristeza não demora
Chega em mim...
Coração partido agora
Sem piedade quem o fez
E até sorri,
Debochando da infeliz
Que jazigo se postou
Sou cadáver
Sou podridão
Estou na escuridão
E por hora
Não quero sair...
 

Auxiliadora RS
03/02/3011  14:41

Um comentário:

Kiro Menezes disse...

Com muito carinho, pra vc...

http://diariodakiro.blogspot.com/2011/03/o-poeta-e-musa.html


Beijinhos, e que poesia heim?!

Uau!!!