quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Esse amor

 
Tua essência me fascina
Esse encanto de menina

Me embriaga a pele, alucina
És lembrança antiga
Reconhecida por meu ser
Por meu querer
Por meu saber.
E nesse momento
Entre o passado e o presente
Sinto esse dominio
Essa lembrança
A espera que foi esperança
Desse semblante divino
De um toque angelical
De uma mulher em especial
Que me tem nas mãos até hoje.
Se amei ou se fui amado
Não sei, não intessa
Não tenho pressa
De te rever...


PS: Homenagem ao meu poeta e sua lembrança poética(...)

Auxiliadora RS
25 de agosto de 2012 10:27


 

4 comentários:

Loivarice disse...

Boa tarde Auxiliadora, seja sempre bem-vinda oa meu blog, sua visita me tras alegria, tenha uma semana iluminada...bjs

Evanir disse...

Fico feliz em perceber que certas pessoas,
como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
melhor de todos os passageiros.
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
com certeza,o vagão é o mesmo.
Com saudades desejo um feliz Domingo,
beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
A Viagem..

ONG ALERTA disse...

Que este amor deixe felicidade beijo Lisette.

SOL da Esteva disse...

Se a essência fascina apenas se assegura que existe Amor verdadeiro.
Saber esperar, é Virtude e vale a pena.
Uma magnífica Homenagem ao teu Poeta; Ele deve sentir-se nas núvens.


Beijos


SOL