sexta-feira, 15 de junho de 2012

abismo




De todas as bocas que beijei
De todos os toques que senti
De todos os amores que vivi
Somente a ti eu pertenci
Na realidade da minha paixão
Na entrega do meu coração
Eu voltei...
Mesmo que conheças meu corpo inteiro
E cada segredo do minha libido
Nunca mais será sincero
Aquele amor inocente
Menino...
Pois num segundo dessa ilusão
Retorno ao principio
E me torno abismo!

Auxiliadora RS
14/06/2012  15:07

7 comentários:

Dois Rios disse...

Lindo! Nada se repete mas tudo se renova.

Grata pelo carinhos das tuas palavras lá nos meus rios.

Bjs,
Inês

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi Auxiliadora, boa noite. Passando para conhecer teu bonito cantinho e aproveitei para ficar teu seguidor. Linda homengem ao teu eterno amor no dia dos namorados, gostei muito, parabéns. Um bom bonito, fique com DEUS. Beijos.

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa tarde querida amiga Auxiliadora. Voltando ao teu cantinho para agradecer tua amável visita em meu diário e também pelo recadinho. Sempre é bom conquistar novos amigos, embora sejam apenas amigos virtuais, por enquanto... Um grande beijo, um ótimo final de domingo. Aqui começou a chover. Fique com DEUS.

Parole disse...

Perder a inocência é tão doloroso, querida.

Fala de coisas profundas com muita naturalidade.Gostei muito do poema.

Beijos e boa semana.

Nilson Barcelli disse...

Há amores assim únicos.
Magnífico poema, gostei imenso.
Auxiliadora, minha querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

♥Soniaconsult♥ disse...

http://www.ideiascompartilhadas.com.br/2012/06/12-rosas.html

Na linha do céu azul disse...

Teus poemas são lindos e encantadores.
Estou adorando ser tua seguidora <3