quinta-feira, 8 de setembro de 2011

De presente


Queria te dar um presente
Resumido em um beijo quente
E corpos nús
A se terem
Queria te consumir inteiro
Em qualquer lugar
Bregeiro,
Do jeito que os amantes são
Então,
Nessa solidão da distância
Só posso te levar na lembrança
Do que não tenho, não toco...
Parabéns meu amor guardado
Menino lindo, adorado,
Feliz de quem te tem!





Auxiliadora RS
2010

4 comentários:

Renata Diniz disse...

Olá Auxiliadora! Neste mundo de tanta desabilidade social, torço para que o amor valha mais que as cadeias de clientelismo. Linda poesia. Muito obrigada pela oportunidade no Ideias Compartilhadas. Beijos!

Anne Lieri disse...

Que maravilhosa poesia de amor e saudade!Muito bonita!Bjs,

Will disse...

Pois que dos presentes, o desejo é o que mais fascínio nos causa ao desembrulhá-lo.
Lindos versos.
Abraço!

Borbolet's disse...

LINDO VERSO E Q INTENSIDDE SEI MT BEM OQ E TER ESSE AMOR GUARDADO E OBRIGADO P M SEGUIR GRANDE BJO