terça-feira, 16 de agosto de 2011

Parece que foi ontem...




Parece que foi ontem

que sai pra brincar de vida
caminhando com a saudade.
....
Parece que os passos que eu dava
Eram leves e me levavam
Por oportunidades novas
...
Parece que sorrir
Era tão fácil
Que ser feliz
Era só atravessar a rua
...
Eu era sonho
em forma de pessoa.
Eu era real.
....
Parece que foi ontem
que a dor não existia
Que chorar era ilusão
E sofrer?
Era só um acenar de mão do adeus.
...
E o hoje?
O hoje passou tão rápido,
Tão ligeiro...
....
Que parece que foi ontem...



Eziquiel  Cavalheiro
03/08/11


Poesia de um grande amigo, que encanta com suas palavras... 

2 comentários:

♥Soniaconsult♥ disse...

Dora, e os selos?

Patrícia Pinna disse...

Realmente muito linda a poesia do Ezequiel, não o conheço,mas deu para sentir que tem uma alma sensível.Parabéns!
O tempo passa tão depressa que muitas vezes não vemos o que fazemos com ele, perdemo-nos, e vez em quando é difícil nos reencontrar!