quarta-feira, 8 de maio de 2013

A tua espera



Tantos foram os dias em que sonhei
Tantas foram as horas que fiquei
A contemplar teu semblante
E te amei...
Em todos aqueles instantes eu vaguei
Nas lembranças de amantes divaguei
Em uma busca incessante
E não te encontrei...
Nunca mais, em nenhuma palavra,
Em nenhuma poesia...
Então, calei
E deixei de  viver,
Morrendo, assim, à tua espera...


Auxiliadora RS
23/08/2011  16:41

6 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Muriendo esa Espera en esa búsqueda incesante y que no ha de ser inoperante.
Preciosa Poesía.
Abraços e beijos.

Deby N.M "Poema as Bruxas" disse...

Sua pagina continua linda como sempre... e Você nunca deixou de visitar, fico tão feliz, andei meia distante do blog... falta de tempo me perdoe, vou fazer o possivel para voltar a publicar.... Tenho uma pagina no facebook, posso compartilhar algumas poesias suas lá... Beijos de luz...
Bençãos

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindeza demaissss. Parabéns,amiga. beijos

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde amiga!
Lindo!
Vim trazer meu abraço amigo lhe desejando tudo do melhor!
com carinho!
Maria Alice

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito bonito , Auxiliadora. Um beijo e boa semana!

Kiro Menezes disse...

Tão linda tua poesia simples, de saudade gigante e amor imenso!!!

Lembranças suaves que voejam ao redor do peito... ♥