terça-feira, 27 de agosto de 2013

Tantas saudades



Saudades do meu coração apaixonado,
Saudades da cúmplicidade,
Saudades da ternura,
Saudades do eterno,
Saudades do meu olhar no teu olhar,
Dos dias imortais de esperas,
Do poema sobre o poeta,
Saudades da simplicidade do querer tão inocente,
Da carência humana que queimou meu peito um dia,
Simples paixão infantil,
Tudo que se resume em

Saudades, paixão e ilusão 
Saudades de nós dois um dia,
Meu querer foi real,
Meu perdão não é,
Não sou mais eu, mas uma mentira a caminhar,
Sinto muito amor,
Perdoe-me, se puder
Eu não consigo evitar!

Auxiliadora RS
26/09/2011  09:35

6 comentários:

Solange disse...

as lembranças alimentam a saudade..

bjs.Sol

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Esas Saudades que nos llenan de Melancolía y Nostalgia, paralizando nuestro ego y nuestra razón.
Precioso.
Abraços e beijos.

ॐ Shirley ॐ disse...

Pareceu-me tão triste...Tomara que seja apenas um poema, um faz-de-conta...

ॐ Shirley ॐ disse...

Auxiliadora, um beijo no coração...

PAULO TAMBURRO. disse...

Creia que,ninguém fala do amor como as mulheres e você, particularmente, o faz de uma maneira absolutamente, franca, sincera e emocionante.

Um abração carioca e obrigado por ter visitado um dos meus quatro blogues.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Ah, a saudade... A saudade é uma maldade.